PLANEJAMENTO FINANCEIRO: O QUE é E COMO CRIAR O SEU

14/04/2016

Grande parte dos consumidores brasileiros chegam ao final do mês em uma dessas duas situações: limite do cartão de crédito estourado ou saldo negativo no banco!

Pode até ser que a sua situação não seja exatamente esta, porém, ainda sim, o saldo no final do mês talvez não seja satisfatório e você pensa em arrumar uma renda extra ou em fazer um empréstimo para saldar dívidas.

Optar por um destes caminhos não deixa de ser uma alternativa válida, mas como ter certeza? Como saber quanto você precisa para se livrar das dívidas? Ou que valor você deve guardar para realizar aquele sonho? A resposta é simples: elaborando um planejamento financeiro.

Planejamento financeiro

O planejamento financeiro nada mais é do que uma projeção de receitas e despesas que tem por finalidade indicar a situação econômica geral de uma pessoa, ou seja, ao criar um planejamento financeiro tenta-se prever ocorrências futuras, tanto positivas quanto negativas, que possam vir a modificar a estrutura do patrimônio em análise.

Por que fazer

A partir de um planejamento financeiro, pode-se definir quanto de dinheiro está disponível e, assim, direcionar seu uso.

As pessoas que criam um planejamento financeiro têm maior facilidade para realizar projeções, fazer análises e conseguem aplicar seus investimentos da melhor maneira e no momento certo, além de conseguir de se preparar para imprevistos financeiros, pois se preocupam em criar suas reservas de emergência

Por outro lado, aqueles que não planejam só veem o dinheiro entrar, não sabem para onde ele vai e como “desapareceu” antes mesmo do final do mês. 

Salve as informações!

No entanto, também não adianta muito passar horas e horas criando um planejamento financeiro se você não se preocupar em guardar as informações para poder consultá-las a qualquer momento.

Sendo assim, é importante criar planilhas ou, melhor ainda, utilizar gerenciadores financeiros para salvar as informações do seu planejamento e acessá-las sempre que necessário.

Como criar o seu planejamento financeiro

Comece anotando todos os valores que formam sua receita mensal (inclusive a renda de familiares, no caso de ser um único planejamento para toda a família). Neste ponto, devem ser incluídos quaisquer valores que afetam positivamente sua renda.

Agora que você já sabe o valor de todas as entradas (receitas) no seu orçamento, é hora de organizar as saídas (despesas). Anote tudo aquilo com o que você gasta no mês.

E quando digo tudo, é tudo mesmo! Não deixe passar nenhum detalhe. Contas de água, luz, telefone, almoço no final de semana, lanche no trabalho, cinema e tudo mais. É importante que você saiba para onde está indo cada centavo do seu orçamento.

Organizando as despesas

Se o você já calculou o valor de suas receitas/despesas e descobriu que seu saldo está negativo, é necessário saber onde está o problema e onde você pode começar a economizar, então organize as suas despesas em categorias.

Despesas fixas

Neste grupo, você deverá colocar as despesas que você têm todos os meses e que normalmente não variam, ou variam pouco, tais como: aluguel, financiamento da casa ou do veículo, água, luz, telefone, prestação da faculdade ou de colégio, entre outras. Recomenda-se que você comprometa até 30% da sua renda com despesas fixas.

Despesas variáveis

Neste outro grupo, você deverá listar todas as outras despesas: roupas e acessórios, lazer, móveis e utensílios etc.

É interessante que se dê uma atenção especial aos gastos referentes à alimentação, um grande número de pessoas faz compras para o mês todo no supermercado e, ainda assim, gasta bastante dinheiro com lanches e restaurantes. Então, sugere-se que a categoria alimentação seja subdividida em: compras do mês, compras da semana (produtos perecíveis ou que você não pode armazenar) e lanches/restaurantes.

Muita gente se assusta quando vê que gastou, por exemplo, R$ 700,00 em alimentação, mas, se analisar direitinho verá que grande parte do gasto poderia ter sido evitado.

Economizar

Pesquisas recentes apontam que a parte da população brasileira que tem a vida financeira organizada guarda pelo menos 10% da receita do mês e este, segundo especialistas, é um número bom.

Se quiser saber mais sobre como economizar, leia o texto Aprenda a economizar criando metas e orçamentos.

Análise

Com todos os dados no aplicativo de controle financeiro no seu celular ou em uma planilha, analise categoria por categoria, veja onde você está passando do ponto e pense em como reverter o quadro.

Saiba como cortar gastos supérfluos que podem atrapalhar o seu planejamento!

Planejando o futuro

Para finalizar, esta provavelmente será a melhor parte de criar o seu planejamento financeiro, quando você poderá aproveitar o lucro das suas economias.

Para que tudo dê certo, defina quanto você irá precisar com alguns meses de antecedência e comece a economizar.

Por exemplo, se você pretende conhecer uma cidade turística nas suas férias de dezembro, já pesquisou e descobriu que vai gastar R$ 1350,00 para realizar este objetivo, então, você deverá poupar R$ 150,00 mensais nos próximos 9 meses, para custear a sua viagem e não acumular outra despesa.

 

Posts relacionados

 

Sobre o autor

 

DANIEL

Jornalista e empresário